image1 image2 image3

HELLO I'M JOHN DOE|WELCOME TO MY PERSONAL BLOG|I LOVE TO DO CREATIVE THINGS|I'M PROFESSIONAL WEB DEVELOPER

3D É SENSACIONAL! UP É MELHOR AINDA...


Em 1994, quando assisti "O Rei leão" da Walt Disney, foi minha primeira experiência numa sala de cinema, inesquecível. Tinha nove anos e me emocionei com a fascinante adaptação de Hamlet incorporados em leões e outros animais da selva. Sem falar naquele telão e aquela imagem diferente do que via na televisão. Aquela imagem de película, textura, tudo isso ajudou para mais tarde eu me apaixonar de vez pelo cinema.


15 anos se passaram, e a Walt Disney já apresenta (desde 1986, encabeçado por John Lasseter) um reforço de peso vinda da empresa de Steve Jobs, a indústria de sonhos chamada Pixar. Brindado com uma tecnologia de ponta e inovadora surgida um ano depois do nosso clássico do Simbad (em longa-metragem, já que desde 1984 se trabalha com animação em computação gráfica), Toy Story mudou mais uma vez a história do cinema, sendo um dos filmes mais rentáveis de 1995. No próximo ano, é bom frisar que Toy Story 3 estará nas telonas no formato 3D também.


E é sobre o 3D que quero falar. Quando você coloca aqueles óculos de papel com um lado azul e o outro vermelho, você termina o filme com uma dor de cabeça, que te faz dizer:

- Pô, legal, mas não quero ver filme assim tão cedo, fico com a cabeça cansada.

E você se prejudica na diversão que o 3D propõe.
O Shopping Via Sul, situado na Washington Soares (para quem quiser conhecer o cinema em férias ou algo parecido) dispõe de 5 salas de cinema convecionais e uma (espetacular aos meus olhos) sala de cinema em 3D da Centerplex.


Os óculos são entregue na entrada, cadeiras enumeradas, poltronas lindas e confortáveis (não teve como tirar foto, esqueci a máquina em casa) e um clima agradável, não tão frio ao ponto de você se incomodar, e nem quente demais no estilo CineCariri.


O filme que acabei vendo era o filme mais esperado (pelo menos por mim) do ano. Como disse no começo, A Pixar nos brinda todos os anos com algo surpreendente e único de experiência.

Up - Altas Aventuras, tem um "Q" cearense, dublado por Chico Anysio, Carl Fredricksen é o personagem desta estupefaciante estória de um Senhor de 78 anos que vai em busca de seu sonho de infância depois da morte de sua amada. Afetado por um incidente onde o levariam para um asilo, Carl da noite para o dia enche vários balões de ar (bola de assopro viu) fazendo a sua casa voar até o "Paraíso das Cachoeiras", local de seu sonho de infância influenciada por um aventureiro famoso.



Brilhante filme de abertura no Festival de Cannes deste ano, trata uma realidade (fantástica) da solidão de um idoso, de um amor permanente, da busca onírica de seu desejo, de não ter idade pra realizá-lo, ou seja, não desistir seja lá qual for a idade. Da busca incansável do prazer da vida, da liberdade de encontar sua verdadeira experiência pitoresca e aventureira.
O garoto Russel, de 8 anos, se vê prisioneiro na casa voadora de Carl, querendo ajudá-lo para mais uma medalha de escoteiro, transmitindo uma pureza de amor paterna que Russel não tem. A exclusão dos pais nas vidas de seus próprios filhos é mostrado sem piegas e com gags irrevogáveis. E tem um cachorro esperto que ajuda o Carl a encontrar o lado certo do paraíso das cachoeiras (sem contar muitos detalhes para eu não cometer o erro de contar muito) e a Kevin como é batizada por Russel, uma ave exótica e rara que se torna pivô no filme.
Nem o canastrismo de Chico Anysio atrapalhou (não, falando sério, Chico é o próprio Carl Fredricksen, está ótimo).

Sentimental, lindo com o visual tridimensional fabuloso, sprite bem geladinha, sua namorada no lado e o melhor da qualidade cinematográfica em projeção (superior e muito ao cinema convencional que costumamos assistir), tudo isso faz com que UP seja o melhor filme de 2009. Como "O Rei Leão", será inesquecível.


Nota: 10

Share this:

CONVERSATION

3 comentários:

Rick Lima disse...

Carl, em determinado momento, senta para mais uma avaliação de vida e descobre - numa cena rica de ternura - que a maior aventuras de todas ela já havia vivido com sua amada. Extraordinário! Sem falar que depois vem uma espetacular cena de ação a la Rocketeer, típica dos melhores longas da Pixar. Não tive a honra e o prazer de ver em terceira dimensão como você, mas sim, o filme é nota 10 mesmo.

Demetrius Silva disse...

Rick, só uma palavra...
Woohoo...
O filme é sublime, é antológico e estou ficando mau acostumado a todo ano saborear uma animação espetaular feita pela Pixar. 3d só aumenta, melhor, enriquece o amor que temos por tecnologia (em qustão de entretenimento e bom gosto) e o cinema...
Abraço meu amigo Rick, sucesso...

juh disse...

também não tive a oportunidade de ver em 3d!
mas adorei o filme além de engraçado é muito emocionante!
simplesmente amei!!!!!!!!!!!!!
s2