image1 image2 image3

HELLO I'M JOHN DOE|WELCOME TO MY PERSONAL BLOG|I LOVE TO DO CREATIVE THINGS|I'M PROFESSIONAL WEB DEVELOPER

LULA LÁ...



Se você é um Nordestino de sucesso que mora em São Paulo e lutou sem desistir pelo seu ideal, vai se identificar com este filme com o cardápio alá "Os 2 Filhos de Francisco". E se você for do PSDB achando um filme extremamente Eleitoral, não fique bravo, em poucs anos farão um filme do Serra e tudo será resolvido.

Lula, o Filho do Brasil compõe bem o estilo de cinema sofrível que nos acostumamos de ver no Cinema Novo, com a cara e a coragem do brasileiro, com um final apoteótico, onde a esperança existe, diferente dos filmes (completamente diferente aliás, deixa eu enfatizar) do Glauber Rocha, o cinema brasileiro totalmente influenciado pelos ianques que querem fazer do cinema nacional uma gastura multiplicadora de sucesso de bilheteria, expondo a nossa mundice de forma estilizada e absurdapra quem for ver de fora, só achar que o Brasil é futebol, mulheres bonitas e tráfico de todo tipo.

Isso não é problema para o Lula: Não o de hoje - assim sim, ele tem que se preocupar, o do filme porém só quer fazer algo por sua mãe (principalmente), Dona Lindu que foi incorporada por Glória Pires (que praticamente é a protagonista, o filme deveria se chamar Dona Lindu - Uma mulher de Talento), e aos poucos ele vai acentuando sua carreira como um líder nato, de um simples garoto que fez Tornaria Mecânica no SENAI para presidente do Brasil.
Um filme que você pode achar muito atrativo para uma candidatura do Luiz Inácio, mas com um olhar voltado pro filme somente, esquecendo o mundo fora do escurinho do cinema e chupando drops ou comendo uma pipoca enrugada, este projeto sem nenhuma participação de leis fiscais fez dele, algo passivo, enaltecendo o cara de quatro dedos, um personagem que parece não errar e saber o que realmente tá acontecendo. Uma imitação complicada de entender, quando as vezes ele é o Lula de hoje, depois ele é um cara que só lembra o Lula quaundo assimilamos com a Barba.

De todo modo, cinema é quando a realidade fica difícil de entender, e "Lula - O filho do Brasil" faz o espectador dar uns pulinhos de alegria no final vitorioso do Luíz Inácio Lula da Silva.

Nota: 7,0

Share this:

CONVERSATION

2 comentários:

pizzaabessa disse...

Pq será que o filme sobre a trajetória do presidente registra baixa bilheteria mesmo ele tendo imbatíveis recordes de popularidade,de metas, de governo,de pagar a dívida externa herdada do colonizadores?

Demetrius Silva disse...

Posso dizer-lhe apenas que política nunca foi meu forte...
Mas faz num faz sentido...

Cinema é impressionante sabia...